segunda-feira, 27 de outubro de 2014

A democrática vitória de Aécio e a luta que se inicia

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Este texto foi escrito antes da divulgação do resultado das eleições de 2014. Escrevi dois deles, uma para a vitória de Aécio e outro para caso Dilma saísse vitoriosa. Resolvi publicar ambos na íntegra por motivo histórico. A diferença foi tão apertada que ambos os cenários pareceram muito possíveis!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Neste outubro de 2014 o povo foi às urnas e votou em Aécio, que ganhou por pequena margem.

Não foi uma derrota para o PT como muitos falam por aí! Foi uma vitória de democracia. É assim que funciona este maravilhoso país, os eleitores vão às urnas e elegem seus representantes. É o povo que manda!

Mesmo que eu não concorde com as táticas tucanas, com algumas das promessas vazias e ideias escondidas por detrás dos palanques, eu tenho que admitir que Aécio conseguiu conquistar o desejo de mudança, conseguiu mostrar aos eleitores que as conquistas destes últimos anos podem ser ampliadas e melhor conduzidas por outra vertente política.

Para nós que votamos Dilma isso não é o fim do mundo. É apenas o início de uma nova fase, uma reestruturação. Um momento de reflexão para que os erros do passados sejam assimilados. E foram tantos!

Primeiro de Janeiro é o momento de começarmos a exigir as promessas de campanha do nosso presidente Aécio Neves. Queremos inflação baixa, alto crescimento e baixo desemprego. Tudo isso sem aumentar juros e mantendo todos os programas que deram certo nos governos Dilma e Lula.

Parabéns ao Aécio e à coligação do PSDB. A luta continua, para Sempre!

Pesadelo tucano!

Hoje sonhei que o Aécio tinha ganho as eleições!

Mesmo triste e cabisbaixo, eu abri o Facebook e escrevi que o povo votou e se pronunciou. Que não tem mais choradeira! Era assim que eu pensava, mesmo irritado com as comemorações tucanas que apregoavam o fim do PT, do "povo encostado" e de "quem não gosta de trabalhar".

No sonho escrevi que agora era a hora de cobrar TODAS as promessas dos tucanos. Era o momento de exigir que eles não acabassem ou reduzissem os programas como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e o Pronatec. E que eles consigam reduzir a inflação para menos de 4% sem aumentar juros ou desemprego.

Também escrevi que queria o avanço do Brasil pois precisava ainda muito dele!

Foi quando eu acordei e lembrei que Dilma ganhou! E embora eu tenha mais confiança nela do que nos tucanos, percebi que agora eu tinha o dever de fazer a mesma coisa!

Temos a mesma missão não importa o presidente: Reclamar, cobrar e exigir um país melhor! Sempre!

A GRANDE Vitória de Dilma

Muitos estão minimizando a vitória de Dilma em 2014, mas isso é bastante injusto. Vocês ainda não perceberam o que a gente derrotou?

Foi uma grande vitória sim! 

Dilma derrotou a disfarçada nova política na pele de Marina, derrotou a direita radical do DEM e PPS, derrotou a mídia golpista do PSDB, derrotou o gigante recém acordado que votou em peso no que há de mais retrógrado neste país.

Dilma derrotou a Veja e seu denuncismo de última hora, suas táticas sujas e perversas. Seus panfletos mentirosos e suas propagandas pagas por todo o país. 

Dilma derrotou o branquinho lindinho, o colorido que fala bonito com a ironia dos ricos que se acham superiores. Derrotou a elite preconceituosa e separatista de São Paulo.

Derrotou os artistas vendidos, os ridículos que votam na direita querendo obter isenção de impostos. Derrotou todos aqueles que recebem ou desejam o bolsa dondoca.

Derrotou os mercados e seus pessimismos, os bancos e seus prognósticos do caos. 

Dilma não ganhou só de Aécio, mas sim de um exército que estava louco para tomar o país por assalto. Um povinho que diz gostar tanto do Brasil e na derrota alardeia deixá-lo para sempre. 

Viva Dilma!

Parabéns à militância, real e virtual, que virou o jogo na última hora, desconstruindo a "mudança" de Aécio em apenas 3 semanas de duro trabalho. Parabéns aos milhares de companheiros que pouco dormiram neste outubro por detrás de seus teclados e monitores lutando com as espadas e escudos dos tempos modernos, contra o mesmo preconceito elitista que existe desde o império!

Parabéns ao PT e ao presidente Lula por ter começado a mudança em 2002. Parabéns à democracia e à sociedade! 

A luta continua, para sempre!

sábado, 18 de outubro de 2014

DILMA 13 SIM, AÉCIO NÃO! (motivos para votar na Dilma e não no Aécio)

Nunca pensei que depois de 12 anos do desastroso governo FHC eu ainda teria que escrever um texto tentando convencer pessoas a não votar no PSDB. Ao final do mandato, em 2002, a avaliação do governo tucano era terrível e seu moribundo final era evidente.

Tudo começou a desmoronar no final de 1998, quando o plano real sucumbiu a pressões internacionais e pode-se perceber que tudo era jogo de cena para permitir a reeleição. Todos devem lembrar a forma ridícula com que moeda foi desvalorizada e era óbvio que o Brasil seria empurrado para uma recessão.

Foi apenas no governo Lula que o Brasil saiu da crise e engrenou uma onda de crescimento sem parar mais. Diminuiu sensivelmente o juros, expandiu o crédito, aumentou o investimento em educação e saúde, reduziu o desemprego e ainda avançou fortemente na área social. É difícil encontrar resultados ruins entre 2004 a 2014, tanto que Lula e Dilma gozam de ampla aprovação em todas as pesquisas de avaliação de governo. Este pensamento me leva à duas perguntas:

Questão 1 - Se os governos Lula e Dilma são tão bons, por que ainda se vota na oposição? 
Questão 2 - Se FHC foi tão ruim, como ainda tem gente que vota em Aécio Neves?

Tentando responder estas duas indagações, vou listar aqui os motivos pelo qual eu VOTO DILMA 13 e não em Aécio nas eleições de 2014:

1) Combate à corrupção:

Uma comum reclamação de quem não vota em Dilma é a corrupção. A sensação de que estamos sendo roubados claramente aumentou nos últimos anos. Mas isso é evidentemente causado pelo aumento na investigação! A polícia federal aumentou o número de investigações cerca de 30 vezes. São mais de 3000 no governo Lula e Dilma enquanto eram apenas cerca de 100 no governo FHC. 

Sem investigação nada aparecia. E não era por falta de indícios. Foi amplamente divulgado pela mídia o caso da compra da reeleição. O escândalo do PROER também vem à memória. Nada era investigado à sério, tudo era sempre varrido para baixo do tapete.

Quantos tucanos teriam sido presos na época de FHC se a polícia federal fizesse 30000 prisões como nos anos de Lula e Dilma?

Este recente escândalo da Petrobrás é também a prova de que fechou-se o cerco contra a corrupção. O tal diretor recentemente preso pela PF é funcionário da estatal desde 1978 e foi indicado por FHC a um cargo de direção. Há quanto tempo desviava recursos sem ninguém perceber?

Pelo combate à corrupção eu voto DILMA. Aécio vai apenas usar sua influência na mídia para fazer a sujeira desaparecer da nossa vista. Assim o Brasil nunca vai ser um país sério!

2) Investimentos em universidades e escolas técnicas

Lula e Dilma construíram mais de 200 novas escolas técnicas e 18 universidades. FHC não era muito de investir em nada, e só cortou verbas. Até 2002 as universidades privadas mandavam e desmandavam no MEC e nada se fazia. Até as públicas resolveram cobrar por cursos tal era a escassez de recursos.

Aécio seguirá, certamente, o estilo de seu guru FHC. É só acessar as páginas de sindicados de professores de Minas e verificar o quanto ele é pouco querido!

Se você tem filhos e espera uma educação pública de qualidade não pode votar em Aécio! Embora Aécio negue, a privatização das universidades é dado como certo pelas principais cabeças do PSDB. O CEFET onde eu trabalho estava pronto para ser privatizado caso Serra tivesse ganho as eleições em 2002! Vote Dilma e não deixe que isso ocorra!

3) Bancos públicos

É comum ouvir dos tucanos a reclamação de que os bancos públicos "atrapalham" o mercado. Em caso de vitória de Aécio, todos certamente serão vendidos ao Itaú ou qualquer outro. Eu só consegui comprar a minha casa graças aos juros baixos da Caixa Econômica. Banco públicos também emprestam para pequenas empresas que respondem por boa parte dos empregos na nossa economia.

Além do mais, ao primeiro sinal de crise os bancos privados somem com o crédito e a recessão será inevitável. Não foi exatamente isso que iniciou a crise americana? Vote Dilma e não deixe que isso ocorra!

4) Reforma política, tributária e trabalhista

É obvio que o Brasil precisa de uma boa reforma política, tributária e trabalhista. Mas isso não é fácil de fazer. Depende de um congresso engessado, que gosta de perder muito tempo fazendo CPI do fim do mundo sem nem mesmo parar para discutir qualquer modernização.

Na minha opinião, as reformas não devem sair nem com Dilma nem com Aécio, pois dependem do legislativo e não do executivo. No entanto, se houver qualquer reforma, melhor que não seja dentro de um governo do PSDB.

FHC, por exemplo, raramente reajustava a tabela do imposto de renda. Com a inflação, a cada ano pagávamos mais e mais impostos. Criação de taxas e arrocho era a marca tucana de governar. Isso eu não quero!

Reforma trabalhista nas mãos do Tucano? Nem pensar. É só lembrar que FHC e seu rolo compressor no congresso foi o responsável pela criação do famigerado "banco de horas", que sacaneia o trabalhador até hoje em diversas empresas! Dilma neles!

5) Bolsa Família e benefícios sociais

Eu defendo o bolsa família como a forma mais rápida e prática de tirar o povo da miséria. Famílias que recebem o benefício estão muito mais inclinadas a deixar os filhos na escola e possuem recursos mínimos para não morrer de fome. Isso é nossa obrigação! Enquanto tiver brasileiro com fome não teremos futuro no país!

Aécio diz que concorda, que não vai retirar o benefício. Mas o problema é que todos os tucanos de alta plumagem frequentemente reclamam dos gastos, falam que é "Bolsa Esmola" e assim também se comportam os eleitores do PSDB. Quem você vai confiar? Dilma!

6) Juros e inflação

Aécio defende um forte combate à inflação, o que é muito bom logicamente. O problema é que nenhum dado sério recente mostra que a inflação está acima do controle. A inflação está dentro da meta e ainda é menor que durante o governo tucano. Por que Aécio insiste em combater ferozmente um inimigo tão cambaleado?

Para enganar o povão! Lógico que a gente quer que a inflação seja mais baixa, mas não se o remédio for aumentar o juros aos estratosféricos 40% da época de FHC. É isso que ele deseja! Mais juros para alimentar a fome dos rentistas e dos banqueiros.

E com os altos juros teremos baixo crédito e aumento do desemprego. Mas isso não é um problema para Aécio. Vote Dilma e não deixe isso acontecer!

7) A biografia de Dilma x Aécio

Se as razões anteriores não bastaram, a simples comparação de biografias será suficiente para decidir seu voto em Dilma 13. Você sabia que enquanto a presidenta foi presa por combater a ditadura e brigar pela democracia, Aécio era vivia como funcionário público fantasma nomeado pelo seu avô Tancredo Neves e depois por Sarney?

Isso mesmo! Depois do fim da ditadura Dilma trabalhava e ganhava experiência em várias administrações públicas, enquanto Aécio era assessor particular de seu avô e depois do pai, para finalmente tornar-se funcionário público mamata indicado pela família.

Quem você quer no governo o Brasil? Eu prefiro DILMA!

Isso sem citar o caso do bafômetro e dos empurrões e tapas na namorada (em público!). Sem citar também que Aécio chamou o golpe de 64 de revolução. Mas isso é história para outro texto.

Acho que já escrevi demais, e nem citei o PROUNI, o PRONATEC, o FIES, as UPPs, o SAMU, a transposição de águas no rio São Francisco, os 10% do PIB e do dinheiro do pré-sal para a educação. Em resumo: existem muitos motivos para votar DILMA 13 neste segundo turno. O que você acha?