quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Cristiano Ronaldo digital - o incomparável!

Eu jogo PES 2017 online no meu PS4 e recentemente tenho escolhido o Chelsea. A defesa do time inglês é muito boa defesa e enfrenta bem os times grandes. Uma vitória contra o Real Madrid, por exemplo, vale mais quando você joga com times mais fracos, por isso eu tenho consigo bons resultados. Mas esta é a história de um jogo que eu perdi para o Real Madrid. O sistema me pareou contra um adversário de ranking 900, que além de rápido, preciso e eficiente, gostava muito de fazer muitos gols com o craque Cristiano Ronaldo: o jogador intangível, imparável e incomparável. Pelo menos no video game. Antes de começar a partida o tal usuário me manda uma mensagem de voz ameaçadora. Pela tom não me parece uma criança ou adolescente. Ele diz que vai "me destruir" se eu ficar "cruzando bola na área". Ai que meda! Então começa o jogo e o meu Chelsea imprime o estilo ideal para impedir as bolas ao astro do Real Madrid, ou seja, só chutão para todos os lados. Depois de 30 minutos de uma partida ruim de assistir, a bola finalmente sobra uma vez para o Ronaldo e ele faz o primeiro gol. Aí o meu adversário paralisa o jogo e depois de um tempão me manda outra mensagem de voz. Em meio a gritos ele continuava a me ameaçar "fisicamente". Ai meu deus que meda!

Recomeça o jogo e o Chelsea domina o meio campo. Na verdade, domina os chutões e lançamentos para todos os lados: o estilo dos campeões. No final do primeiro tempo eu consigo um passe milagroso e o meu atacante mais alto empata o jogo. Um a um! Conseguir um empate contra o Real Madrid com um time inferior e contra um adversário de ranking alto é para comemorar. Não há mais mensagens de voz neste momento. O segundo tempo começa e o jogo fica bem difícil. Bola para o Ronaldo toda hora. Meu time não tem ninguém do porte desta estrela, que toma um balde de Biotônico Fontoura por partida. Depois de algum tempo o inevitável acontece e o inigualável sobe mais que um drone e marca o segundo do time espanhol. Mais uma vez o jogo é interrompido para que o menino enxaqueca me mande outra mensagem de voz. Aparentemente ele está muito feliz, rindo e contando vantagens. Me diz que não "adianta" pois seus dotes no controle são os mais velozes, hábeis e competentes. Na verdade, foi o que entendi da mensagem em meio a algumas poucas palavras que não eram palavrões. Mas não tem nada não! Meus astros, embora de menor porte, reiniciaram a partida com a determinação de uma mosca voando para dentro de um ventilador. Foram necessários vários ataques fulminantes iniciados com chutões sem sentido para que a bola chegasse novamente no meu modesto atacante que completou para o gol! O milagroso empate ocorre novamente! Tem ideia do quanto isso é raro? Ter feito dois gols no mesmo jogo coloca o insuperável jogador português em tal frenesi futebolístico que nem um tanque de guerra seria suficiente para impedir que Cristiano Ronaldo fizesse dezoito gols seguidos, doze com a bunda direita e seis com a esquerda, que é a ruim. Mas não foi o que ocorreu. Minha trupe de jogadores, controlado pelo joystick suado e os competentes bicos para todo o lado conseguiram domar a fera, que só ganhou com outro gol de Ronaldo porque no fim da partida o incomparável voou como um cometa e acertou em cheio a bola, em golpe digno de Mortal Kombat. Real Madrid 3 x 2 Chelsea foi o placar final, com apenas três gols do gênio português. Fiquei feliz em perder por pouco e ainda fazer frente até o final. Mas aparentemente a vitória não foi suficiente, pois meu adversário mandou mais três mensagens de voz com trocentas injúrias e gritos dos mais variados, incluindo algumas sugestões de onde eu deveria colocar o joystick ao final da partida. Em nenhum momento respondi qualquer coisa ou dei a entender que o enfrentaria de igual para igual. Naquela tarde a derrota no PES me pareceu muito honrada e a vitória, para meu adversário, foi aparentemente amarga: precisou tentar me humilhar para adoçar suas conquistas. Se algum dia você ler esta crônica, caro jogador de PES 2017, procure imediatamente ajuda psiquiátrica. A vida real não possui um Cristiano Ronaldo extraordinário para ganhar suas batalhas, e tenho pena do dia que você vai estiver no lado dos perdedores.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Nova Cedae será monopólio privado de água e esgoto

A Cedae será privatizada a preço de banana e toda a grana que o estado colocou na empresa, ao longo de anos, será doada para algum "peixe" que já está preparado para assumir a sacanagem.

Este grupo que controlará o serviço de água e esgoto do Rio de Janeiro vai ganhar muito dinheiro. Muito mesmo. E fará isso sem desembolsar quase nenhum recurso para obter um monopólio cuja contratação é obrigatória por qualquer empresa ou pessoa física do nosso estado.

Mesmo que não aumente a cobrança ou sucateie o serviço, esta nova Cedae pode dar muito lucro privado com o suado dinheiro público de impostos que construiu toda a infraestrutura.

Mas lógico que todo este mar de grana não será suficiente e ainda teremos que suportar forte aumento nas contas e total descaso com o consumidor. Será, em pouco tempo, um novo esquema "OI", só que sem concorrência!

Daqui há alguns anos a nova CEDAE estará "falida" com uma dívida enorme que será perdoada pelo governo, que colocará ainda mais grana para a mamata.

Assim, o governo Temer continua fingindo-se de morto e piorando a crise para forçar a venda de tudo que os estados possuem. As gerações futuras vão pagar caro por isso, tanto na conta de água, que será monopólio, como nos impostos e recursos que serão desviados para continuar alimentando a praga privatista que agora instalou-se com força no Brasil.