sexta-feira, 18 de março de 2016

O terrorismo na educação e os pesadelos dos torturados!

Você possui pesadelos recorrentes?

Não estou falando sobre sonhos comuns como estar voando, sendo perseguindo ou caindo de algum lugar. Falo sobre aqueles que se repetem com freqüência e são lembrados mesmo horas após acordar. Daqueles que incomodam o sono e o descanso noturno.

Escrevo sobre isso pois tenho este problema. Nesta semana, por exemplo, tive três vezes o mesmo pesadelo, em dias diferentes. Resolvi então escrever neste Blog analisando os motivos pelo qual acho que isso acontece.

O enredo do sonho é variado, faz uma confusão com diversos diferentes lugares em que estive na vida, mas acaba sempre no mesmo ponto. Percebo que, para minha surpresa, estou reprovado em alguma matéria da faculdade, por nota ou por faltas. Argumento com o professor, tento usar qualquer artifício para conseguir uma nova chance, mas não há o que fazer.

Às vezes, é ainda pior. Verifico que algo que fiz, ou não fiz, causará grande dano à toda a graduação. Uma matéria que pulei, uma inscrição que não foi aceita, uma requisição que esqueci de fazer. É normalmente por aí que acordo e percebo que tudo não passou de um truque do cérebro. O que ele está querendo me dizer?

Estamos em 2010 e neste momento não estou cursando mais matérias, acabei a faculdade há oito anos. Nunca fui reprovado em nada, nem no ensino médio, nem na graduação. Em poucos casos eu tive que fazer alguma prova final. Sempre fui bom aluno e estive sempre bem longe da degola. Por que este sonho é tão recorrente se nada disso jamais ocorreu?

Simples, tudo se resume ao que chamo de terrorismo na educação. É assim que alguns professores aprenderam a chamar nossa atenção e nos forçar a estudar. Tive muitos destes. Surpreendem a turma com uma primeira prova bem difícil para que todos prestem melhor atenção nas aulas para a segundo prova. Parece familiar?

Outra técnica. Entram em sala e criticam as notas dos alunos, fazendo de tudo para chamá-los de burros sem precisar fazê-lo. Avisam que apenas 10% da turma costuma passar e ameaçam que os resultados precisam melhorar ou a reprovação será iminente.

Durante a graduação foram mais de 200 provas e trabalhos valendo nota. Pelo menos em 1/4 destas avaliações havia grande potencial de reprovação. Apenas uma nota baixa poderia me levar para a prova final. Um pequeno deslize e tudo que eu tinha construído poderia ser derrubado. Esta é a sensação que passei por grande parte da minha faculdade.

Formei-me e meu diploma está emoldurado na parede do meu quarto. Mesmo que eu tenha vencido todas as dificuldades, posso dizer que não foi intacto. Existe dano psicológico causado pelo stress e isso ainda vai me deixar com pesadelos por mais alguns anos.

No entanto, há algo de sério em uma conclusão que tirei disso tudo, e deixo neste texto como recado para todos os professores. O terrorismo na educação não atinge aqueles alunos que não querem nada, que passam a faculdade a vadiar e colar nas provas. São os melhores alunos que mais sofrem, aqueles que se esforçam para aprender e fazer o melhor, apesar de tudo.

Ex-médico e sonegador de IR

Meu ex-médico acha corrupção um absurdo, aparece de nariz de palhaço e tudo nas redes sociais. Fora Dilma e fora Lula!

Só que quando eu pedi os comprovantes dos meus pagamentos, para descontar no imposto de renda, ele me disse que não podia porque não tínhamos combinado isso antes.

Veja bem! Para que não haja sonegação, tem que ter aviso com antecedência!

Eu pago uma baba de imposto de renda por mês, mais que o dobro do que paguei anualmente ao médico. É um ultraje eu ter que pagar enquanto outros sonegam. Se o médico não quiser declarar de quem não pediu recibo dane-se, é entre ele e o leão, mas negar comprovante a quem pede é foda.

Era tão pouco dinheiro... não dava 800 reais. Até deixei para lá. A hipocrisia de certas pessoas é tão absurda que é melhor não reclamar. Deixo registrado minha frustração e bola pra frente...

quinta-feira, 17 de março de 2016

Arapongas em Guantánamo.

Imagine se alguém gravasse e divulgasse conversas do Obama. Já estaria em Guantánamo debaixo de cacete. Quem publicasse também.

O mais engraçado é que, tirando os palavrões, não há nada demais nos áudios. As explicações apresentadas parecem bastante razoáveis:
- enviaram termo de posse, sem assinatura da presidência, ao Lula. 

- fulano parece amigo, mas não é. Que bom que não seja...
- comprou barco de M. Devia ter comprado sítio em Maricá.
- esse juiz é um fdp. Pensando bem, é mesmo.

Se grampeassem meu telefone acho que seria mais interessante que as bobagens divulgadas.

No próximo grampo teremos Lula pedindo pizza...

Alguém lembra do caso do grampo do BNDES "estamos no limite da irresponsabilidade"? A arapongagem no Brasil já foi melhor...

quarta-feira, 16 de março de 2016

Vamos falar sobre as manifestações

Para começar, não foram 3 milhões de pessoas às ruas coisa alguma. O pessoal está perdendo a noção de quanto vale um milhão. O carnaval em toda a Bahia tem um milhão de foliões. Qualquer dia alguém vai dizer que houve um milhão de torcedores em um fla x flu, o maior da história. Talvez todos os manifestantes, em todo o Brasil, chegue a um milhão, em uma conta já muito exagerada.
Mesmo assim, foram manifestações bem relevantes em relação ao tamanho. Pena que não corresponda a uma amostra do povo brasileiro. Mesmo o datafolha mostrou que quem vai para rua é maioria branca e rica, algo próximo a 0,5% da população.
Mas são as ideias de quem vai para a rua a pior parte da manifestação. São elitistas, preconceituosos, homofóbicos, fascistas e retrógrados de extrema direita. Para este pessoal, favela deveria ser removida com lança chamas e pena de morte era para ser automática, sem direito a defesa. Basta ver que nem PSDB ou DEM os representa, o único que tem trânsito livre nas manifestações é o Bolsonaro.
Não duvido que haja gente com boas ideias que está cansado de corrupção, mas infelizmente entra de gaiato engrossando o caldo do que há de pior na política brasileira. Eu mesmo tenho minhas críticas ao governo, mas não vou me misturar com quem prega sonegação e pede o golpe.
Uma olhada rápida nas ideias e propostas das manifestações diminui a confiança de qualquer um na humanidade, e deixa claro que o Brasil está melhor com Dilma mesmo. O impeachment não é só golpismo ilegal, é também a pior opção política para o país.
Resta torcer para que este povo das manifestações nunca seja maioria ou consiga levar a frente estas ideias. Esperança é a última que morre.

Deixo aqui meu registro histórico de opinião quanto a Lula no governo

Deixo aqui meu registro histórico de opinião quanto a Lula no governo:

Não gostei! Gostaria que ele continuasse nos bastidores como ex-presidente. Na verdade, eu queria ver um Brasil pós Lula, com novas vozes e ideias. Acho que até o Lula queria isso.
Mas lógico, se as novas ideias forem fascistas como as manifestações ou golpistas e privatistas como os tucanos, Lula é muito bem-vindo...

domingo, 13 de março de 2016

Onze trios elétricos na Av. Paulista!

Onze trios elétricos estão na Av. Paulista em uma Manifestação que claramente não é bancada ou estimulada por nenhuma empresa ou entidade.
Fica claro que a manifestação é de pessoas que tem trios elétricos em casa, muito comum no Brasil, e saem cedo no domingo, sem receber nenhum dinheiro, com o intuito de protestar e animar outras pessoas. Brasileiro é um povo muito solidário mesmo. ‪#‎sqn‬
Os trios elétricos tocam marchinhas de carnaval e chamam o povo para as ruas. É quase como carnaval fora de época!
Carnaval de graça! Até eu ia para rua se eu não tivesse nada na cabeça. Acho que eu descobri o segredo do carnacoxinha...

sexta-feira, 4 de março de 2016

Um dia poderá ser você!

Um dia algum juiz ou policial mequetrefe irá buscá-lo em sua casa, no conforto de sua família, para te forçar a depor contra si mesmo. Te obrigar a apresentar prova que possa te incriminar em algo que ninguém ainda sabe o que é.
Haverá buscas na sua casa, policiais revirarão documentos privados, sem qualquer direito ou prova, procurando algo que possa usar futuramente contra você.
Tudo isso ocorrerá à luz do dia com o apoio do estado de direito e até de grande parte da população. Um dia será você!
E não diga que este dia nunca chegará porque você nunca fez nada de errado. Pois mesmo que nunca se descubra nada que você tenha feito, um simples comentário de algum amigo dizendo que viu você em algum local suspeito será suficiente para destruir sua reputação.
Você será obrigado a dizer onde esteve, com quem esteve, porque fez ou não fez algo e o que ganhou com isso. Sua vida será esmiuçada nos mínimos detalhes privados procurando algo que você tenha feito. Haverá eterna presunção de culpa e sua vida será uma busca por provar sua inocência, mesmo que não haja nenhuma acusação formal direta contra você.
E se você é daqueles moralistas que defendem seus direitos e ideias, o seu dia pode estar ainda mais próximo.
Se não lutarmos pela democracia, um dia você que bate panelas vai se arrepender. Pois não haverá ninguém mais apto a brigar ao seu lado.

O estado de direito no Facebook

Que coisa! Tem gente que vem ao Facebook discordar de você, muitas vezes de forma agressiva ou modificando o que você falou, e realmente acha que está no seu direito democrático.

Facebook não é democracia! Eu deleto, apago, desfaço amizade, bloqueio quem e o que eu quiser. Eu que mando.

Facebook é como se fosse a minha casa: se alguém entrar aqui no meu apartamento e disser que come estrogonofe com feijão eu me reservo ao direito de me sentir ofendido e mando porta afora.

Democracia é na rua, na escola, e quem sabe, um dia, no judiciário.

Seu dia está chegando!

Um dia poderá ser você!

Um dia algum juiz ou policial mequetrefe irá buscá-lo em sua casa, no conforto de sua família, para te forçar a depor contra si mesmo. Te obrigar a apresentar prova que possa te incriminar em algo que ninguém ainda sabe o que é.

Haverá buscas na sua casa, policiais revirarão documentos privados, sem qualquer direito ou prova, procurando algo que possa usar futuramente contra você.

Tudo isso ocorrerá à luz do dia com o apoio do estado de direito e até de grande parte da população. Um dia será você!

E não diga que este dia nunca chegará porque você nunca fez nada de errado. Pois mesmo que nunca se descubra nada que você tenha feito, um simples comentário de algum amigo dizendo que viu você em algum local suspeito será suficiente para destruir sua reputação.

Você será obrigado a dizer onde esteve, com quem esteve, porque fez ou não fez algo e o que ganhou com isso. Sua vida será esmiuçada nos mínimos detalhes privados procurando algo que você tenha feito. Haverá eterna presunção de culpa e sua vida será uma busca por provar sua inocência, mesmo que não haja nenhuma acusação formal direta contra você.

E se você é daqueles moralistas que defendem seus direitos e ideias, o seu dia pode estar ainda mais próximo.

Se não lutarmos pela democracia, um dia você que bate panelas vai se arrepender. Pois não haverá ninguém mais apto a brigar ao seu lado.